19 de Julho de 2018

Jovem com Síndrome de Down cria negócio milionário em 1 ano

 

O negócio do jovem já faturou 1,4 milhão no primeiro ano de mercado. Em pouco mais de um ano, eles já enviaram 30 mil pedidos.

 

A ideia veio em 2016, quando John completou 21 anos. Ele queria começar um negócio próprio.

 

“Minha primeira sugestão foi uma loja que vendesse algo divertido, mas não sabíamos direito o que vender”, contou John à BBC.

 

O jovem que vive em Long Island, em Nova Iorque com a família, logo teve uma ideia: “John sempre usou, a vida toda, meias coloridas, meio doidas. Era algo que ele realmente gostava, e aí sugeriu que a gente vendesse meias”, contou o pai.

 

Então em 2017, a empresa surgiu e teve um rápido crescimento. E muito se deve ao carisma do jovem.

 

“Meias são divertidas, são criativas e coloridas. E elas me deixam ser eu mesmo”, afirmou John.

 

Eles também arrecadaram US$ 30 mil para caridade.

 

A fama de “John’s Crazy Socks” foi tão grande, que o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau e o ex-presidente americano George W. Bush chegaram a comprar meias de John.

 

Como descreve o nome, os modelos são mesmo loucos e é possível encontrar desde cachorrinhos à caricaturas, como do presidente dos EUA, Donald Trump.

 

Quando uma pessoa faz um pedido, recebe as meias no mesmo dia junto com um bilhete de agradecimento escrito a mão. John também gosta de fazer a entrega pessoalmente, quando o endereço é próximo.

 

A divisão de tarefas

 

É John quem frequenta eventos e fala com clientes e fornecedores, além de criar campanhas para a marca. Mark, o pai, cuida das questões técnicas da empresa.

 

“John é realmente uma inspiração”, elogia Mark, que ressalta não haver nenhum tratamento “especial” ao filho durante o trabalho.

 

O pai contou ainda que eles chegam no escritório antes das 9h e saem, na maioria das vezes, depois das 20h.

 

Um negócio com propósito social

 

 “Nós estamos trabalhando para mostrar o que as pessoas com deficiência ou com dificuldade de aprendizagem podem fazer”, disse Mark à BBC.

 

Um terço da equipe é de pessoas com alguma deficiência e eles desejam contratar ainda mais pessoas com essa característica.

 

Segredo do sucesso rápido

 

 “Para mim, nosso segredo é esse modelo. Estamos mostrando que é possível construir uma empresa baseada em oportunidades dadas. Alcançamos o sucesso por causa disso”, disse Mark.

 

Sobre ter a Síndrome de Down: John explicou com convicção: “A síndrome de Down nunca me limitou em nada.”

 

Que história linda de sucesso, não? Compartilhe com os seus amigos!

 

 

Fonte: bbc.com